You are visiting a website that is not intended for your region

The page or information you have requested is intended for an audience outside the United States. By continuing to browse you confirm that you are a non-US resident requesting access to this page or information.

Switch to the US site

Este site utiliza cookies

Ao continuar usando este site, você aceita o uso de cookies. Para obter mais informações sobre cookies e a maneira como os usamos, veja nossa Política de Privacidade.

As 3 principais causas da contaminação cruzada em instalações de biossegurança

A contaminação cruzada em laboratórios BSL-3 e BSL-4 representa um risco significativo aos funcionários e à comunidade ao redor, devido aos perigosos agentes armazenados nessas instalações. 

Faça o download do white paper: Redução de incidentes em instalações BSL-3 e BSL-4!

A recente série de incidentes em laboratórios do CDC envolvendo a transferência acidental de antraz vivo para um nível inferior de contenção destaca a importância de práticas de segurança adequadas e um equipamento com boa manutenção. Ao contrário da contaminação cruzada em outros laboratórios, que, normalmente, leva apenas a falsos positivos em testes científicos, a contaminação em instalações BSL-3 e BSL-4 tem potencial para levar a uma epidemia fatal.

Avaliações padrão de risco identificaram três tipos principais de contaminação cruzada que são específicos das instalações BSL-3 e BSL-4.

  • Interrupção de processo
  • Vazamentos de vedações
  • Transferências inadequadas de material

Entender o potencial de falhas de segurança durante procedimentos de laboratórios comuns pode ajudar os gerentes de instalações a se protegerem de forma mais eficaz contra a contaminação cruzada no ambiente BSL-3 e BSL-4.

O que causa a contaminação?

Muitas instalações BSL-3 e BSL-4 usam autoclaves para descontaminar diversos materiais de pesquisa antes do descarte ou transferência de uma área de contenção para outra. Dois problemas comuns surgem em instalações que têm equipamentos de autoclave defasados ou com manutenção inadequada. Esses problemas podem atuar em conjunto com a principal causa da contaminação cruzada em instalações de biossegurança: transferência de material.

1. Equipamento com falha: interrupção do processo

A interrupção do processo é uma das maneiras mais comuns de ocorrência de contaminação cruzada. Se o ciclo do autoclave não for concluído com sucesso ou for insuficiente para uma descontaminação completa dos possíveis agentes, cepas vivas podem se transferir entre áreas de contenção. Esse tipo de contaminação cruzada costuma se dever a equipamentos defeituosos ou com manutenção inadequada. A contaminação cruzada também pode ocorrer se as autoclaves não forem devidamente especificadas na instalação. Para satisfazer as necessidades de descontaminação para aplicações específicas e conformidade, as autoclaves precisam cumprir os critérios necessários.

2. Equipamento de inadequado: Vazamentos de vedações

Uma segunda área comum de contaminação cruzada é uma vedação com vazamento. Instalações BSL-4 precisam incorporar uma biovedação integrada em suas autoclaves de passagem. Se essa vedação for insuficiente para os materiais tratados ou houver um vazamento, é possível a contaminação cruzada entre áreas de contenção.

3. O problema principal: transferências de material

Transferências de material são, de longe, a causa mais comum de contaminação cruzada em instalações de biossegurança. Autoclaves devidamente projetadas em configurações de passagem têm travas interconectadas em portas, que garantem o fluxo de material adequado, permitindo que apenas uma porta se abra por vez e apenas após o ciclo de descontaminação completo ter ocorrido. Se uma autoclave defeituosa ou defasada permitir que ambas as portas se abram de uma vez, é possível a contaminação cruzada direta entre duas áreas de contenção.

A solução

Quando o assunto é a redução da chance de contaminação cruzada em instalações de biossegurança, saber o que buscar em uma autoclave é um fator importante. Um white paper recente fornece uma visão detalhada da incorporação de autoclaves em instalações BSL-3 e BSL-4 para melhorar a biossegurança.

Faça o download do white paper: Redução de incidentes em instalações BSL-3 e BSL-4!