You are visiting a website that is not intended for your region

The page or information you have requested is intended for an audience outside the United States. By continuing to browse you confirm that you are a non-US resident requesting access to this page or information.

Switch to the US site

Este site utiliza cookies

Ao continuar usando este site, você aceita o uso de cookies. Para obter mais informações sobre cookies e a maneira como os usamos, veja nossa Política de Privacidade.

A posição da Getinge sobre minerais de conflito

A maioria de nossos produtos contém metais que se originam de várias fontes ao redor do mundo. Alguns produtos contêm tântalo, estanho, tungstênio e ouro, de modo mais frequente em dispositivos eletrônicos necessários em nossos produtos. Esses metais, frequentemente chamados 3TG, são conhecidos como "minerais de conflito" porque eles podem ser, em parte, originários da República Democrática do Congo (RDC), onde está ocorrendo uma longa guerra civil. Grupos ilegalmente armados controlam algumas dessas minas e rotas de trânsito para financiar suas operações violentas.

A posição da Getinge é que a extração de materiais brutos nunca deve, direta ou indiretamente, apoiar grupos armados, mas sim contribuir para o crescimento e desenvolvimento econômico.

A Getinge se compromete a ter uma cadeia de suprimento livre de conflitos. Se os minerais de conflito forem usados em nossos produtos, conduziremos uma due diligence em nossa cadeia de suprimentos a fim de garantir que eles sejam de fontes livres de conflito.

A transparência em relação à origem dos minerais de conflito é muito importante para alcançar um desenvolvimento positivo. A Getinge terá uma atitude aberta sobre esses problemas, já que exigimos que nossos fornecedores nos auxiliem em nossos esforços para determinar informações adequadas sobre a aquisição de minerais.

É essencial estabelecer fontes de 3TG livres de conflitos na RDC, e em outras áreas de conflito, para mitigar as consequências indesejadas de uma desistência generalizada em relação ao comércio nessas regiões. São necessários esforços em conjunto para estabelecer mecanismos que garantam uma aquisição responsável de minerais de conflito das áreas afetadas.