You are visiting a website that is not intended for your region

The page or information you have requested is intended for an audience outside the United States. By continuing to browse you confirm that you are a non-US resident requesting access to this page or information.

Switch to the US site

Este site utiliza cookies

Ao continuar usando este site, você aceita o uso de cookies. Para obter mais informações sobre cookies e a maneira como os usamos, veja nossa Política de Privacidade.

Mantenha o ritmo

Com a cirurgia de Revascularização do Miocárdio sem circulação extracorpórea (OPCAB), o ritmo da vida não para nunca

Os estudos mostram que a cirurgia de Revascularização do Miocárdio sem circulação extracorpórea (OPCAB) melhora os resultados e reduz o risco

Estudos com grandes populações mostraram que a Revascularização do Miocárdio sem circulação extracorpórea (OPCAB) reduz a morbidade e a mortalidade do paciente, diminui a incidência de falência renal aguda, reduz as transfusões, melhora os resultados neurológicos no pós cirúrgico, diminui o risco de derrame no pós operatório e encurta os tempos de recuperação, em comparação com a cirurgia com circulação extracorpórea.[1] [2] [3] [4] [5] [6] [7] [8] [9]

Leia mais sobre estratégias de estabilidade hemodinâmica

OPCAB: reduza o risco de AVC devido a microembolias

Uma das principais causas de AVC associado é a ocorrência de microembolias, minúsculas partículas de placas, que se soltam de um vaso e entram na corrente sanguínea, podendo se alojar no cérebro. O risco de AVC e disfunção cognitiva é maior na cirurgia de ponte convencional em comparação com o procedimento sem circulação extracorpórea (OPCAB). Já foi documentado que o uso de clamps para bloquear o fluxo sanguíneo pela aorta durante a cirurgia é responsável pela liberação dessas partículas na corrente sanguínea.10] [11] [12] Com a eliminação do clamp, os cirurgiões podem minimizar a manipulação da aorta e, assim, reduzir o risco de complicações neurológicas.[13]

OPCAB com o sistema ACROBAT – Ajudando a reduzir o uso de clamps em cirurgias de Revascularização do Miocárdio

Em cirurgias de ponte aorto-coronária convencionais, para que o paciente seja colocado na máquina cardíaco-pulmonar, são usados dois clamps principais: um clamp cruzado e um clamp de oclusão parcial. 

Na cirurgia OPCAB, o clamp cruzado não é necessário. Embora alguns médicos possam usar o clamp de oclusão parcial para criar um campo livre de sangue ao suturar um enxerto na aorta, há alternativas completas ao uso de clamps que permitem que os médicos maximizem os benefícios da OPCAB.

Saiba mais sobre as soluções de OPCAB da Getinge

Elimine os clamps aórticos. Reduza o risco em cirurgias de Revascularização do Miocárdio

O Sistema de Vedação Proximal HEARTSTRING III elimina a necessidade de um clamp aórtico durante a cirurgia de Revascularização do Miocárdio Isso reduz o risco de embolia cerebral e pode melhorar os resultados neurocognitivos do paciente.

Saiba mais sobre o Sistema de Vedação Proximal HEARTSTRING III

Todas as referências

  1. 1. Sedrakyan A, et al. Off-pump surgery is associated with reduced occurrence of stroke and other morbidity as compared with traditional coronary artery bypass grafting: a meta-analysis of systematically reviewed trials (A cirurgia sem circulação extracorpórea está associada a uma menor ocorrência de AVC e outras morbidades em comparação com o método tradicional: uma meta-análise de testes avaliados sistematicamente). Stroke. 2006 Nov;37(11):2759-69.

  2. 2. Puskas JD, et al. Off-Pump coronary artery bypass grafting provides complete revascularization while reducing myocardial injury, transfusion requirements and length of stay: prospective randomized comparison of 200 unselected patients having OPCAB verses conventional CABG (A chamada "Ponte de Safena" sem circulação extracorpórea promove revascularização completa, ao mesmo tempo em que reduz lesões do miocárdio, necessidade de transfusão e tempo de internação: comparação aleatória prospectiva de 200 pacientes não selecionados com OPCAB versus Revascularização do Miocárdio convencional). J Thorac Cardiovasc Surg. 2003;125:797-808.

  3. 3. Stamou SC, et al. Stroke after conventional versus minimally invasive coronary artery bypass (AVC após Revascularizaçao do Miocárdio convencional versus minimamente invasiva (sem circulação extracorpórea)). Ann Thorac Surg. 2002;74:394-399.

  4. 4. Van Dijk D, et al. Early outcome after off-pump versus on-pump coronary bypass surgery: results from a randomized study (Resultados iniciais após cirurgia de Revascularização do Miocárdio sem circulação extracorpórea versus com circulação extracorpórea: resultados de um estudo randomizado). Circulation. 2001 Out 9;104(15):1761-6.

  5. 5. Puskas J, Cheng D, Knight J, et al. Off-pump versus conventional coronary artery bypass grafting: a meta-analysis and consensus statement from the 2004 ISMICS Consensus Conference (Cirurgia de Revascularização do Miocárdio sem circulação extracorpórea versus convencional: uma meta-análise e afirmação de consenso da ISMICS Consensus Conference 2004). Innovations. 2005;1:3-27.

  6. 6. Ascione R, Angelini GD. OPCAB surgery: a voyage of discovery back to the future (Cirurgia OPCAB: uma jornada de descoberta de volta para o futuro). Eur Heart J. 2003;24:121-124.

  7. 7. Angelini GD, Taylor FC, Reeves BC, Ascione R. Early and midterm outcome after off-pump and on-pump surgery in Beating Heart Against Cardioplegic Arrest Studies (BHACAS 1 and 2): a pooled analysis of two randomised controlled trials (Resultados iniciais e de médio prazo após cirurgia sem e com circulação extracorpórea, em relação a estudos de parada cardioplégica (BHACAS 1 e 2): uma análise aglutinada de dois testes randomizados controlados). Lancet. 2002;359:1194-1199.

  8. 8. Demers P, et al. Multivessel Off-Pump Coronary Artery Bypass Surgery In The Elderly (Cirurgia de Revascularização do Miocárdio multivasos sem circulação extracorpórea em idosos). Eur J Cardiothorac Surg. 2001 Nov;20(5):908-12.

  9. 9. Mack MJ, et al. On-Pump Versus Off-Pump Coronary Artery Bypass Surgery in a Matched Sample of Women: A Comparison of Outcomes (Cirurgia de Revascularização do Miocárdio com circulação extracorpórea versus sem circulação extracorpórea em uma amostra de mulheres: uma comparação de resultados). Circulation. 2004 Set 14;110(11 Suppl 1):II1-6.

  10. 10. Barbut D. et al. Cerebral emboli detected during bypass surgery are associated with clamp removal (Embolias cerebrais detectadas durante cirurgia de ponte de safena estão associadas à remoção de clamp). Stroke. 1994 Dez;25(12):2398-402.

  11. 11. Pugsley W, et al. The impact of microemboli during cardiopulmonary bypass on neuropsychological functioning (O impacto de microembolias durante cirurgia de Revascularização do Miocárdio sobre o funcionamento neuropsicológico). Stroke. 1994 Jul;25(7):1393-9.

  12. 12. Barbut D, et al. Impact of embolization during coronary artery bypass grafting on outcome and length of stay (Impacto da embolização durante cirurgia de Revascularização do Miocárdio sobre o resultado e o tempo de internação). Ann Thorac Surg. 1997 Abr;63(4):998-1002.

  13. 13. El Zayat H, et al. Avoiding the clamp during off-pump coronary artery bypass reduces cerebral embolic events: results of a prospective randomized trial (Evitar o clampeamento aórtico durante cirurgia de Revascularização do Miocárdio sem circulação extracorpórea reduz eventos de embolia cerebral: resultados de um teste aleatório prospectivo). Interact Cardiovasc Thorac Surg. 2012 Jan;14(1):12-6.