You are visiting a website that is not intended for your region

The page or information you have requested is intended for an audience outside the United States. By continuing to browse you confirm that you are a non-US resident requesting access to this page or information.

Switch to the US site

Este site utiliza cookies

Ao continuar usando este site, você aceita o uso de cookies. Para obter mais informações sobre cookies e a maneira como os usamos, veja nossa Política de Privacidade.

Ajude seus pacientes cardíacos, torácicos e pediátricos a ter mobilidade mais rapidamente

A Getinge oferece uma linha completa de produtos de drenagem torácica, além de uma linha de drenos móveis para propiciar a deambulação antecipada. Com décadas de experiência como líder em produtos de drenagem torácica, a Getinge define o padrão do mercado em desempenho clínico.

Curativos para tubo torácico: Recomendações práticas baseadas em evidências

Os cuidados com os curativos de tubo torácico são continuamente questionados; contudo, há uma grande falta de pesquisas para orientação.

As orientações gerais para o local da cirurgia recomendam proteger a incisão com um curativo estéril por 24 a 48 horas. Aconselha-se que os cuidadores realizem a devida higiene manual e, em seguida, usem uma técnica asséptica sem contato ou técnica totalmente estéril para remover ou trocar os curativos. Use solução salina estéril para limpar o ferimento pelas primeiras 48 horas no pós-operatório, evite agentes antimicrobianos tópicos quando os ferimentos estiverem cicatrizando por intenção primária e gerencie fortemente os níveis de glicose dos pacientes no pós-operatório.[1] [2] [3]

Dicas para avaliar o selo d´água

É fácil se confundir ao tentar interpretar o que está acontecendo no selo d´água. Vamos mostrar como avaliar a situação do seu dreno torácico.

Veja um vídeo de demonstração

Ainda está ordenhando e massageando os tubos torácicos?

O gerenciamento de um tubo torácico entupido toma um valioso tempo da enfermagem, e a manutenção da desobstrução do tubo torácico é um elemento crucial dos cuidados pós-operatórios que recai diretamente sobre os enfermeiros que cuidam desses pacientes. A maioria dos protocolos hospitalares não permite a ordenha e massagem de tubos torácicos. Pesquisas baseadas em evidências apoiam essa mudança na prática.

Faça o download da bibliografia com leituras sugeridas sobre massagem de tubos torácicos

Aspiração húmida ou aspiração seca: Qual dos sistemas se adapta melhor à sua prática?

Embora ambas as opções protejam o paciente, há motivos para os médicos escolherem um em detrimento do outro. A variedade de recursos de fácil utilização em nossos drenos podem ajudar você a decidir qual dreno torácico é o certo para sua instalação.

Saiba mais sobre aspiração seca e húmida

Todas as referências

  1. 1. National Collabrating Centre for Women's and Children's Health. Infecção no local da cirurgia: prevenção e tratamento de infecções nos locais da cirurgia. Londres, Reino Unido: National Institute for Health and Clinical Excellence (NICE);2008.

  2. 2. Institute for Clinical Systems Improvement. Protocolo perioperatório Bloomington, MN: Institute for Clinical Systems Improvement (ICSI);2010.

  3. 3. Mangram AJ, et al.: Comitê de Assessoria para Práticas de Controle de Infecção Hospitalar Guia para prevenção de infecção no local da cirurgia. American Journal of Infection Control. 1999;27:97-134.