You are visiting a website that is not intended for your region

The page or information you have requested is intended for an audience outside the United States. By continuing to browse you confirm that you are a non-US resident requesting access to this page or information.

Switch to the US site

Select Your Country or Region
Enviar

Notícias

25 anos fornecendo rastreabilidade digital de instrumentais cirúrgicos

25 anos fornecendo rastreabilidade digital de instrumentais cirúrgicos

Lançada há 25 anos, a solução de gerenciamento de reprocessamento de materiais da Getinge “T-DOC” foi a primeira solução em todo o mundo a oferecer instalações de saúde a partir da rastreabilidade de instrumentais cirúrgicos totalmente digital. Desde então, a Getinge continuou a inovar essa solução junto com os clientes para atender às crescentes demandas de assistência médica digitalizada. 

Quando o T-DOC foi lançado no mercado em 1996, ele trouxe uma maneira fácil, segura e econômica que possibilitou que a equipe de saúde garantisse a rastreabilidade completa, bem como otimizar a utilização de instrumentais e dispositivos. Os instrumentais eram limpos, desinfetados e esterilizados, para serem entregues a tempo de cada cirurgia. 

“Durante as primeiras instalações, a equipe da Central de Materiais e Esterilização (CME) batia palmas.Os dias de rastreamento com aplicadores de etiqueta, caneta e papel ficaram no passado. Eles estavam tão felizes em se tornarem digitais; economizando tempo e, assim, proporcionando melhor atendimento ao paciente ”, disse Lars Søndergaard, Diretor e Gerente de Produtos, Desenvolvimento de Negócios e Reprocessamento de Materiais da Getinge. 

Lars, que sempre gostou de programação e construiu toda a estrutura arquitetônica, gosta de chamar o T-DOC de “seu bebezinho”. Um produto que se tornou uma solução líder de mercado em países de todo o mundo. Em 2004, tornou-se a primeira solução de gerenciamento de reprocessamentos de materiais e rastreabilidade de instrumentais cirúrgicos a oferecer configurações em vários locais, permitindo que grupos ou regiões de hospitais conectem vários hospitais no mesmo sistema T-DOC. 

“Esses grandes projetos com vários locais e interface com toda a infraestrutura de TI do hospital estão se tornando cada vez mais comuns. É benéfico para os hospitais ter sistemas que se comunicam. Todos os nossos projetos são realizados em estreita colaboração com os clientes para criar uma solução sob medida que responde às suas necessidades exatas. Frequentemente, as necessidades se transformam em novos recursos interessantes do produto, dos quais mais pessoas podem se beneficiar ”, diz Lars. 

Embora o T-DOC tenha sido desenvolvido de forma consistente ao longo dos anos, o ponto principal permanece: ser fácil e eficiente de usar. Outra economia de tempo adicionada ao T-DOC é o recurso de automação. 

“A otimização do uso da mão de obra pode ser alcançada de várias maneiras, e aproveitando a automação no fluxo de trabalho de reprocessamento de instrumentais é uma delas. Soluções automatizadas economizarão tempo quando o manuseio manual em uma determinada etapa for reduzido. Além disso, você economiza tempo e reduz as interrupções ”, explica Lars. 

Tudo em torno do T-DOC e seus refinamentos fazem Lars se sentir muito apaixonado por seu trabalho. O mesmo acontece com as pessoas com quem ele trabalha, e algumas delas também estão por aí desde 1996 e fazem parte de toda a jornada do T-DOC. 

“Desde o início, nos divertimos muito fazendo isso juntos. A inovação requer uma boa colaboração, é assim que alcançamos grandes coisas juntos ”, diz Lars. 

Uma das pessoas de sua equipe é Anna Funder, que ingressou na Getinge há 10 anos. Hoje, ela é gerente de produto do T-DOC. 

“Sempre desejei trabalhar com o aprimoramento de produtos digitais de saúde. Os cuidados de saúde são muito importantes e é inspirador para mim trabalhar nesta área. A digitalização bem feita é uma forma de apoiar a equipe do hospital em seu trabalho diário e de otimizar a utilização dos recursos da melhor maneira possível ”, afirma. 

Impulsionada pela criação de valor para o cliente, Anna gosta de trabalhar com um produto baseado em 25 anos de informações e experiência de pessoas que usam a solução profissionalmente todos os dias. 

“Oferecemos apoio local próximo, com conhecimento global. Se as solicitações são sobre automação, rastreamento de instrumental único, soluções de carrinho, gerenciamento de estoque, faturamento ou funcionalidade mais complexa - o T-DOC é o cérebro e oferece a solução completa ”, diz Anna. 

Durante a pandemia, o T-DOC também desempenhou um papel importante. Muitos hospitais tiveram uma grande rotatividade de pessoal e, para novos recursos com pressa, a facilidade de uso permitiu uma integração rápida e garantiu que todos os procedimentos foram seguidos para garantir a qualidade e a segurança do paciente. 

“Muitas cirurgias foram canceladas ou movidas, mas o T-DOC se adapta à programação em constante mudança e garante que as mercadorias sejam entregues no prazo,” explica Anna. 

Atualmente, a equipe está trabalhando na próxima versão do T-DOC que trará muitas novas funcionalidades. 

“Por exemplo, estamos investigando como podemos responder às crescentes demandas de soluções baseadas em nuvem, mas também como melhorar as interfaces do usuário e adicionar novos relatórios e painéis”, revela Anna. 

Anna e Lars estão ansiosos para o trabalho que temos pela frente para continuar digitalizando os cuidados de saúde e permitir que o T-DOC, após 25 anos, continue a crescer e florescer com as necessidades dos clientes. 

Saiba mais sobre o T-DOC >> 

Saiba mais sobre as soluções digitais da Getinge >> 

Compartilhar: