You are visiting a website that is not intended for your region

The page or information you have requested is intended for an audience outside the United States. By continuing to browse you confirm that you are a non-US resident requesting access to this page or information.

Switch to the US site

Select Your Country or Region
Enviar

Notícias

Sua vida foi salva por uma descoberta acidental

Sua vida foi salva por uma descoberta acidental

Uma dor nas costas causada por cálculos renais levou os médicos à descoberta acidental de que Scott Dabbene tinha câncer. Apoiado por uma família amorosa, por seus colegas da Getinge na Equipe Dabbene e, acima de tudo, por sua própria atitude positiva em relação à vida, ele combateu a doença sem deixar espaço para dúvidas.

Em seu primeiro dia de férias no início deste ano, Scott Dabbene sentiu uma forte dor nas costas. Como ele mal conseguia andar, sua esposa o levou ao pronto-socorro.

“Analisando agora, parece uma história louca. Os médicos fizeram uma tomografia que mostrou cálculos renais como a causa da dor. Mas eles encontraram outra coisa também, um grande tumor no meu rim esquerdo”, relembra Scott, que é gerente regional de vendas de Critical Care da Getinge nos EUA.

No início, Scott ficou sem ação. Mas se recompôs rapidamente e tomou algumas decisões.

“Eu disse à minha esposa e ao médico para não se preocuparem, que iríamos vencer isso. Para mim, foi uma sorte ter descoberto tão cedo graças aos cálculos renais. Quando eu era mais novo, fui diagnosticado com fibrose cística e deu certo, por isso sei o que o pensamento positivo pode fazer. Eu não mudaria nada.”

Os médicos receitaram medicamentos a Scott e pediram que aproveitasse o restante de suas férias antes de voltar para casa e lidar com o câncer. Ele passou os dias seguintes na praia, com a esposa e os filhos gêmeos.

 “O diagnóstico me tornou mais presente do que nunca durante as férias. Deixei de lado o telefone e os e-mails. Só ficava sentado numa prancha na água e olhava as crianças brincando. Na verdade, foi incrível.”

Quando ele voltou, seus cálculos renais foram eliminados. A próxima etapa foi a sala de cirurgia, onde a equipe médica removeu o rim afetado pelo tumor.

“Eles o tiraram com uma parte do tecido em torno do rim que, felizmente, testou negativo para células cancerosas. O tratamento foi estritamente cirúrgico, o que significa que não houve quimioterapia, radiação ou qualquer outro tipo de tratamento. Por isso, também me sinto muito abençoado.”

Scott vai ao hospital para acompanhamentos regulares, e hoje o tumor maligno descoberto por acaso desapareceu. Ele está bem e se concentra em permanecer o mais saudável possível.

“No início, não contei a muitas pessoas sobre minha condição, pois estava determinado a fazer dar certo e não queria que ninguém sentisse pena de mim.  A reação que eu queria era ‘isso é horrível, mas você vai conseguir’.”

Uma mentalidade importante no trabalho em vendas é não desperdiçar energia em coisas que estão fora do seu controle.

“Para mim, não existem suposições e acho que isso ajudou muito. Claro que às vezes me sentia desamparado, mas a sensação logo desaparecia ao saber que tantas pessoas pensavam em mim, por todos os telefonemas, mensagens de texto e e-mails que recebia de minha família, amigos e colegas da Getinge. Isso significou muito e me ajudou a superar tudo.”

Agora Scott está ansioso para voltar a trabalhar na empresa e com a equipe que ele ama.

“A equipe de Critical Care da Getinge construiu uma bela cultura ao longo dos anos. Acredito ser esse o tipo de cultura que a maioria das empresas espera conseguir. Somos uma equipe maravilhosa. Podemos trabalhar de forma independente uns dos outros e reconhecer que todos fazemos parte de uma equipe. Entendemos o panorama geral e nos esforçamos para alcançar os mesmos objetivos. Nós realmente nos importamos uns com os outros e queremos ver todos bem-sucedidos.”

Scott recebeu inúmeras mensagens de colegas de todo o mundo, desejando seu rápido retorno e recuperação. Eles também imprimiram camisetas da Equipe Dabbene e fizeram um boneco do Super-Homem com seu rosto.

“Tenho orgulho de fazer parte desta equipe e sinto todo o amor e apoio. O apoio que recebi da Getinge e da Critical Care foi inspirador. Estou ansioso para voltar logo ao trabalho”, diz Scott.

Ele conclui:

“Passar pelo câncer me ensinou a apreciar todas as relações e pessoas na minha vida e não deixar de valorizá-las. Minha esposa e eu decidimos que, a partir de agora, em vez de encher nossos filhos de presentes nas festas e aniversários, vamos tirar férias com mais frequência e planejar mais tempo juntos. Prefiro dar a eles experiências que todos possamos levar conosco muito tempo depois que os presentes acabarem.”

Sobre Scott

Cargo: Gerente de Vendas de Critical Care na Getinge dos EUA

Família: Esposa, Erica, e filhos gêmeos, Alex e Jordan, de 7 anos

Hobbies: Adoro esportes, ficar com minha família e viajar quando posso. Também gosto de me envolver em grupos que trabalham com pacientes de fibrose cística e suas famílias.

Compartilhar: