You are visiting a website that is not intended for your region

The page or information you have requested is intended for an audience outside the United States. By continuing to browse you confirm that you are a non-US resident requesting access to this page or information.

Switch to the US site

Select Your Country or Region
Enviar
Ventilation performance

Desempenho da ventilação
durante a anestesia

Tópicos

Reduza as complicações e custos relacionados à saúde com a ventilação protetora pulmonar

Se todas as lesões perioperatórias de órgãos fossem agrupadas, seriam a terceira maior causa de morte nos EUA. [1] A prevenção de lesões nos órgãos, como danos aos pulmões, poderia reduzir a necessidade de maiores cuidados pós-operatórios.[2]

Entenda as vantagens financeiras da redução de complicações pós-operatórias

O custo das complicações pós-operatórias varia de US$ 10.000-34.000 por paciente.[3] [4] Neste vídeo, o Dr. Frédéric Michard discute como o uso da ventilação protetora pulmonar pode ajudá-lo a economizar custos, reduzindo as complicações perioperatórias.

Diminua as principais complicações pulmonares

Dos 76 pacientes que desenvolveram complicações pulmonares e extrapulmonares importantes, 72,3% estavam no grupo que não recebeu ventilação protetora pulmonar com o uso de volumes correntes baixos e PEEP.[5] Os pacientes do grupo sem proteção pulmonar também tiveram 2,45 dias a mais de internação hospitalar.

Saiba mais sobre o estudo publicado no New Journal of English Medicine 

Saiba como o Prof. Garcia mitiga as complicações pós-operatórias

O Prof. Garcia-Fernandez, conceituado palestrante de anestesia em Madri, na Espanha, compartilha sua experiência sobre como proteger o pulmão durante a anestesia. Ele interpreta as mais recentes pesquisas e discute recomendações para PEEP, pressão motriz (driving pressure) e os volumes correntes com o objetivo de reduzir as complicações pulmonares. 

As manobras de recrutamento alveolar durante a anestesia fazem diferença - para você e seus pacientes

Alguns médicos consideram o recrutamento alveolar complicado e demorado, mas não precisa ser assim.

Escolha a tecnologia que facilita aplicar a ventilação protetora pulmonar

A UTI já substituiu tecnologias de ventilação antigas, como pistões ou foles, por outras mais precisas e de maior acurácia.

Por que não aplicar esse mesmo nível de cuidados no centro cirúrgico?

Garanta a entrega necessária dos cuidados de proteção para o seu paciente 

Artigos relacionados

  • Salas Cirúrgicas

A iluminação mais brilhante não é necessariamente melhor

A maioria das pessoas apresentou sintomas de fadiga visual: dor nos olhos, coceira ou secura. Às vezes, nosso corpo compensa produzindo lágrimas em excesso, causando deficiência visual.

Ler mais

  • Salas Cirúrgicas

Interação coração e pulmões

O colapso pulmonar induzido por anestesia é uma causa bem conhecida, que pode ser evitada por uma boa estratégia ventilatória.

Ler mais

  • Salas Cirúrgicas

LMD - O futuro dos focos cirúrgicos

Desvie seu foco da luminosidade para o procedimento. Mantenha a acuidade visual ideal e evite dificuldades na adaptação a variações excessivas na luminosidade.

Ler mais

  • Salas Cirúrgicas

Hipotensão - um risco desconhecido

Os estudos mostram: a hipotensão intraoperatória é um fato. Mesmo os episódios curtos de hipotensão estão associados a complicações graves.

Ler mais

  • Salas Cirúrgicas

Posicionamento do paciente na sala de cirurgia

O posicionamento adequado do paciente é um importante pré-requisito para um procedimento cirúrgico bem-sucedido. O posicionamento ideal não apenas garante o melhor acesso possível ao local da cirurgia, como também evita consequências de longo prazo por danos aos nervos ou por lesões por pressão.

Ler mais

  • Salas Cirúrgicas

How connected medical devices raised uptime in the OR

For Royal Belfast Hospital for Sick Children in Northern Ireland, connected medical devices are an indispensable tool for improving operation planning.

Ler mais

Todas as referências

  1. Timmers, TK, Verhofstad, MH, Moons, KG, van Beeck, EF, Leenen, LP Long-term quality of life after surgical intensive care admission. Arch Surg. (2011). 146 412–8

  2. Karsten Bartels, et al. Perioperative Organ Injury. Anesthesiology 12 2013, Vol.119, 1474-1489.

  3. Dimick JB, Chen SL, Taheri PA, Henderson WG, Khuri SF, Campbell DA Jr. Hospital costs associated with surgical complications: a report from the private-sector National Surgical Quality Improvement Program. J Am Coll Surg. 2004;199:531–7

  4. Vonlanthen R, et al. The impact of complications on costs of major surgical procedures: a cost analysis of 1200 patients. Ann Surg. 2011 Dec;254(6):907-13.

  5. Futier et al. A trial of intraoperative low-tidal-volume ventilation in abdominal surgery. N Engl J Med. 2013 Aug 1;369(5):428-37.